Associação Nacional de Escolas Luteranas (ANEL)

Updated: Oct 27, 2021

Conheça mais os trabalhos e projetos da ANEL, que tem por base a profissionalização da gestão, a unidade de ação e o fortalecimento da confessionalidade.



A Associação Nacional de Escolas Luteranas (ANEL) foi fundada em 26 de outubro de 1985 como Associação Nacional de Educadores Luteranos. A alteração estatutária que passou a configurá-la como Associação Nacional de Escolas ocorreu em 1996. Na condição de pessoa jurídica de direito privado, constituída na forma de associação de fins não econômicos, ela congrega estabelecimentos de ensino, educação e cultura de todo o território nacional que estejam comprometidos com a filosofia de educação da Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELB).


Atualmente a ANEL conta com 37 associadas que atuam no âmbito da Educação Básica e uma que atende também o Ensino Superior. Essas instituições estão localizadas em 34 municípios de 11 estados do país. A matrícula total dessas 38 unidades soma 15.000 alunos, o que representa uma média aproximada de 395 alunos por unidade.


A partir de 2004 a ANEL estabeleceu a profissionalização da gestão, a unidade de ação e o fortalecimento da confessionalidade como pilares do seu trabalho. As principais ações desenvolvidas para alcançar esses objetivos são:


Colégio Luterano Concórdia, de São Leopoldo, RS



No âmbito da profissionalização da gestão:


  • Estudo das teorias de administração com o objetivo de identificar um referencial teórico dessa área cujos conceitos básicos sejam coerentes com os princípios bíblicos de gestão. Os estudos feitos apontaram a Teoria Sistêmica como sendo aquela que possui essa característica.

  • Organização do Encontro Anual de Gestão e Capelania (EGC), que, por ter foco na gestão, visa promover capacitação para mantenedores, diretores, coordenadores pedagógicos e capelães.

  • Organização do Encontro Bienal de Escolas Luteranas, que, por ter foco no pedagógico, visa promover capacitação para todos os setores das escolas.

  • Desenvolvimento e distribuição de material de apoio para os gestores, dentre os quais se destaca a publicação de documentos norteadores.

  • Visitas para orientação e apoio ao trabalho dos gestores.



No âmbito da unidade de ação:


  • Estudos e debates sobre a organização administrativa e pedagógica das escolas.

  • Estruturação de documentos norteadores que estabelecem parâmetros para a organização administrativa e pedagógica e para o trabalho de capelania.

  • Definição de um material pedagógico (sistema de ensino) de referência, com incentivo para que as escolas façam adesão ao mesmo. Obs.: das 38 associadas, atualmente 29 fazem uso do mesmo sistema de ensino.

  • Estruturação de uma rede de fornecedores de produtos e serviços de referência para as escolas associadas.


No âmbito da confessionalidade:


  • Estudos e reflexões, à luz de Tiago 4.15 e Colossenses 3.23, sobre as ações administrativas das escolas, com o intuito de promover a presença da confessionalidade também no ambiente da gestão.

  • Estudos e reflexões, à luz de 2 Timóteo 4.2, sobre as responsabilidades da capelania tanto em relação ao ambiente pedagógico (“...prega, insta, quer seja oportuno, quer não..”), quanto em relação ao ambiente administrativo das escolas (“...repreende e exorta, com toda longanimidade e ensino...”).

  • Estudos e reflexões sobre a melhor forma de “congregar” aqueles que são alcançados pela pregação do evangelho dentro das escolas, tendo como pano de fundo a máxima “somos responsáveis pelo que semeamos: como colher os frutos da capelania?”


Em relação à sua estrutura administrativa, a ANEL é gerida por um Conselho Diretivo e por uma Diretoria. Essas instâncias são formadas por diretores e representantes de mantenedoras que atuam de forma voluntária, sendo que a execução diária das tarefas da associação fica sob responsabilidade de uma diretora executiva contratada para esse fim.


No seu 25º ano de entidade associativa de escolas, a ANEL celebra o fato de ter conquistado avanços significativos no que diz respeito aos seus três pilares de atuação, destacando-se aí a grande aproximação ocorrida entre as escolas, com o consequente fortalecimento da atuação mais integrada. Os desafios vêm sendo enfrentados com a certeza de que “se o Senhor quiser, não só viveremos, como também faremos tudo o que planejamos” (Tiago 4.15).


 

Nelci Naor Senger


Diretor do Colégio Luterano Concórdia de São Leopoldo, RS. Presidente da Associação Nacional de Escolas Luteranas – Gestão 10/2020 a 09/2024

39 views0 comments